beach-1835452_960_720

Hoje em dia, a carência de Vitamina D afeta mais de metade da população portuguesa e é considerada um problema de saúde em todo o mundo. É uma consequência sobretudo de alterações profundas do padrão demográfico, do perfil das doenças e do modo de vida da maioria das pessoas, entre elas a redução da exposição solar, o uso crescente de protectores solares com filtros UVB, mudanças do padrão alimentar e o aumento das situações que alteram a absorção, o metabolismo e a biodisponibilidade da vitamina D.

Desde que tomadas precauções, a exposição solar é uma prática benéfica para a saúde, recomendada no tratamento de algumas doenças, entre elas a depressão e insónias, sendo necessária na manutenção do tecido ósseo, melhoria da circulação sanguínea, eliminação de toxinas e no tratamento de doenças auto-imunes, como a artrite reumatóide e a esclerose múltipla.

Para manter os seus níveis de vitamina D, para além de a poder obter através da ingestão de óleos de peixe e de produtos alimentares enriquecidos, como os produtos lácteos e pão, basta 20 minutos diários de exposição solar nas mãos, face ou pernas.

 

Para mais informações leia o documento abaixo:

Written by Admin Marketing